AMD tem seus processadores com falhas de segurança

Pesquisadores de segurança disseram que descobriram falhas em chips feitos pela Advanced Micro Devices que poderiam permitir que os hackers assumissem computadores e redes. A empresa de segurança israelense, CTS Labs, publicou sua pesquisa mostrando “vulnerabilidades críticas de segurança e backdoors de fabricantes exploráveis” em chips AMD. CTS detalhou 13 falhas, dizendo que várias delas têm o potencial de colocar as organizações em risco de ataques cibernéticos.

O relatório ocorre semanas após a Intel ter divulgado falhas de hardware semelhantes, denominadas Meltdown e Specter, provocando preocupações generalizadas de segurança do computador e um inquérito ao Congresso. A CTS disse que as falhas recentemente descobertas poderiam comprometer os novos chips da AMD que lidam com aplicativos nos setores empresarial, industrial e aeroespacial, bem como produtos de consumo.

“Essas vulnerabilidades podem expor os clientes da AMD à espionagem industrial que é praticamente indetectável pela maioria das soluções de segurança”, disseram os pesquisadores. CTS disse que o chipset Ryzen da AMD , que a AMD terceirizou para um fabricante de chips taiwanês, a ASMedia, “está atualmente sendo fornecido com portas traseiras de fabricantes exploráveis ​​dentro”. Isso poderia permitir que os invasores “injetem código malicioso no chip” e criem “um alvo ideal” para hackers, disseram os pesquisadores.

“A CTS acredita que as redes que contenham computadores AMD estão em risco considerável”, afirmou o relatório. “As vulnerabilidades que descobrimos permitem que pessoas ruins se infiltremm na rede e faça reinicializações e reinstalações do sistema operacional. “Isso permite que os invasores se envolvam em espionagem persistente e praticamente indetectável, enterrada no fundo do sistema”.

“Na AMD, a segurança é uma prioridade e estamos trabalhando continuamente para garantir a segurança de nossos usuários à medida que surgem novos riscos”, afirmou a empresa com sede na Califórnia em um comunicado. “Estamos investigando este relatório, que acabamos de receber, para entender a metodologia e o mérito das descobertas”. Analistas da empresa de segurança enSilo disseram que as falhas da AMD podem ser pior do que as que afetam os chips da Intel.