Coincheck sofre roubo de 400 milhões de dólares

Com a valorização desenfreada das moedas virtuais, obviamente que chama a atenção de todo o tipo de pessoas, nomeadamente de hackers. E se já houve mais roubos divulgados, admira que as empresas que não tenham tomado todas as medidas para que isso acontece sendo que desta vez é a Coincheck que sofreu um roubo elevado.

A noticia foi divulgada no final da semana passada pela própria empresa. Segundo a notícia divulgada pela Bloomberg, a Coincheck acabou de fazer história por sofrer um dos maiores roubos envolvendo criptomoedas. Segundo os dados divulgados, foram roubadas 523 milhões de moedas NEM (XEM). Assim sendo, torna-se o maior rouba da história, inclusive superior ao Mt. Gox que aconteceu há alguns anos.

De imediato a Coincheck suspendeu todas as transacções, sendo que também não era permitido retirar qualquer moeda virtual, a não ser BitCoin, que continuou a funcionar normalmente. Felizmente para os utilizadores, a companhia prometeu estar ao lado dos seus clientes, sendo que irá restituir todo o dinheiro perdido aos mais de 260.000 utilizadores afetados por este ataque.